segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A tradição do artesanato de barro


Em São Sebastião,  os artesãos que formam a Cooperartess – Cooperativa de Artesanato – tem feito um trabalho intenso para preservar a tradição das panelas de barro, que no início do século, transformou a cidade num dos maiores pólos produtores de cerâmica do Brasil.
Com o auxílio de dona Adélia Barsotti, uma das últimas peneleiras daquela época, que faleceu em 2003, aos 82 anos, eles aprenderam a técnica ancestral de “levantar” panelas de barro.
O processo é feito através de acordelamento, mesma forma pela qual os índios nativos e as famílias de escravos produziam seus utensílios, e agora dão cursos para os interessados em conhecer essa arte.
Além das panelas, há outras peças feitas de barro. Quando precisei comprar as arandelas e luminárias para a área externa da minha casa, eu fui procurar na Cooperartess.
Além da possibilidade de escolher peças únicas, o preço é outro bom atrativo. Muitas pousadas e hotéis da região e até de outros estados compram suas peças na cooperativa.

O passeio até a Cooperartess é outro atrativo, pois a sede fica em um dos bairros mais bucólicos e originais da cidade, o bairro São Francisco, onde está concentrada a maior e mais antiga colônia de pesca.
O bairro ainda preserva as casinhas simples de pescadores e para quem deseja vivenciar outras épocas  é possível alugar um barquinho de madeira para fazer um passeio até Ilhabela, do outro lado do canal.
Outro atrativo do bairro é o Convento Nossa Senhora do Amparo, o prédio mais antigo da cidade.  Lindo, mas que ficaria ainda melhor se fosse restaurado. Em outro post, prometo contar um pouquinho mais sobre o prédio.

Serviço:
Cooperartess – Cooperativa de Artesanato de São Sebastião
Rua: Martins do Val, 29 - Bairro São Francisco
Horário de Funcionamento:
2ª a 6ª das 9h às 18h
Sábados e Domingos das 10h às 18h

Postar um comentário