quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Bairro dos pescadores é opção em dia nublado

Mais um dia nublado… o sol parece que também resolveu sair de férias, o que fazer?
A minha dica para quem está próximo ao centro de São Sebastião é conhecer outros encantos da cidade, que ficam fora do roteiro das praias.
Para começar sugiro acordar bem cedinho, colocar um tênis confortável, preparar uma mochila com água, frutas e, claro, protetor solar e repente, para conhecer o Sítio Arqueológico do bairro São Francisco. Antes do passeio é fundamental agendar com o guia da Sectur (12) 3892- 2620.
Se prepare para suar a camisa, pois a sumida até o local exige fôlego. Em troca, você vai ver uma paisagem deslumbrante do canal de São Sebastião.
No sítio, existem ruínas de uma antiga fazenda e, com a ajuda de um guia, é possível entender um pouco sobre a importância estratégica desse local na época do comércio escravo.
Aproveite para aprender um pouco sobre a história da cidade durante um piquenique.
Na volta do passeio, que tal caminhar pelas ruas do bairro São Francisco, conhecido como o reduto dos pescadores?
Esse bairro ainda mantém as construções tradicionais, simples e singelas. O mar fica repleto de barcos de pesca, alguns de madeira, o que dá um colorido especial.
No bairro também está o mais antigo prédio de São Sebastião, o Convento Franciscano Nossa Senhora do Amparo. Uma construção muito linda e que vale algumas fotos de recordação.

Aproveite para almoçar no Budegas, serve uma comida saborosa e com preço justo. Depois conheça os ateliês de artistas locais.
Por lá fica a Cooperativa de Artesanato, cujo atrativo especial são as panelas de barro; tem também o ateliê da Fafá, que produz esculturas enormes em madeira, inclusive cadeiras e portas muito especiais.
Também fica o Complexo Batuíra (12 - 3862- 2117), de um lado da rua funciona as aulas das oficinas culturais e do outro lado da rua está o centro arqueológico, onde, a partir de janeiro de 2012, estarão expostas algumas peças de cerâmicas encontradas no sítio.
No bairro São Francisco existem várias peixarias, inclusive uma Cooperativa de Pesca. Aqui é o local certo para quem deseja comprar um peixe fresquinho para preparar uma janta especial para os amigos e a família.
Afinal, depois de um dia de atividade intensa nada melhor do que uma noite tranquila para jogar conversa fora.


Se gostar de pescaria, ainda no bairro São Francisco, no Píer da Praça da Figueira, é possível alugar barcos para passeio ou pesca.
Para pescaria, o valor varia de acordo com o roteiro e vai de R$ 450 (Praia do Poço / Ilhabela) a R$ 950 (Ilha de Vitória/ Ilhabela). O marinheiro Gelson ((12) 9214- 6469) me disse que o tempo do passeio vai do gosto do freguês. O barco dele tem espaço para 10 pessoas.


O Gelson me contou ainda que sabe preparar um belo peixe na brasa e não cobra nada a mais por seu talento.
Se você quiser curtir apenas um passeio de barco até as praias da Fome ou do Jabaquara/ Ilhabela (repente é essencial) o valor é R$ 450.
Além do Gelson, outros marinheiros devem alugar barcos no píer. Chegue cedo e faça uma pesquisa, quem sabe encontre preços melhores.