quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Kitesurf: Mania do verão

 
Estou postando essa matéria em homenagem ao meu marido, meu exemplo de esportista.
Hoje, ele aposentou o wind e pratica o kite.
Após todos esses anos de convivência, infelizmente ainda não descobri a minha vocação para esses esportes. Algumas tentativas frustradas, acabei encontrando o meu lugar na areia, de onde saio apenas para fotografar.
No entanto, deixo claro que as fotos do post não são minhas, são do meu colega Celso Moraes. O kitesurfista é o Miller, de Ilhabela. Para fazer essas imagens nós fomos até a Praia da Armação e lá conseguimos um bote para que as imagens ficassem mais legais. Depois de alguns sustos, com o kite passando em cima do bote, acho que conseguimos arrasar!
Portanto, amantes dos esportes náuticos se prepare se quiser voar sobre a água puxado por uma pipa, pois mesmo que você “fique over” e tome um “sossega palhaço” ainda assim é clássico!
Não entendeu nada? Tudo bem. Essas são as gírias usadas por uma galera radical que invadiu as praias do Litoral Norte e, com certeza, será a sensação desse verão.
Estamos falando dos praticantes de kitesurf, um esporte relativamente novo, que vem ganhando novos adeptos ao redor do mundo.
Se você não quiser ficar por fora nesse verão é bom começar a se ligar nessa nova mania.
O kite é uma mistura de surfe, windsurf e wakeboard e surge como uma opção aos praticantes desses esportes em dias onde as condições do tempo não são favoráveis.
A pipa é feita do mesmo material utilizado na fabricação de uma asa-delta. Já a prancha pode ser tanto uma especial para o kite, como também uma prancha de surf.


História do Kitesurf


As primeiras tentativas de se utilizar o kite foram durante os anos 70. De lá para cá muita água se passou e o esporte, hoje em dia, é uma febre. Os principais responsáveis pelo desenvolvimento do esporte foram, sem dúvida, os irmãos Legaignoux.
Esses franceses foram os primeiros a desenvolver os protótipos do que conhecemos hoje como kite. Foram também os primeiros a produzir os kite para a venda.
O reconhecimento do esporte aconteceu realmente quando famosos windsurfistas passaram a utilizar o kite para diversão. Entre eles, o que mais se destacou foi à lenda viva do windsurf, Robby Naish.
Naish gostou tanto do esporte que hoje além de ser o maior divulgador é também um dos maiores fabricantes de kites.
Equipamentos do Kitesurf


Kite – O Kite (pipa) é feito com o mesmo tecido de um pára-quedas.
Linhas – As linhas são o elo de ligação do kite com o surfista. Existem três tipos de linhas que exercem diferentes funções: vôo, freio e as linhas principais, conhecidas por Kevlar, apresentam alta resistência e elasticidade mínima para o controle do kite.
Barra controle – A barra é utilizada para controlar o kite. O atleta tem nela a possibilidade de comandar a direção e a velocidade.
Prancha – Existem pranchas parecidas com as de surf e também com as de wakeboard. O diferencial é o tipo de material do qual ela é feita.
Cinto – O cinto tem a função de conectar o atleta ao kite.

Onde Velejar

São Sebastião:
Praias da Enseada, costa norte e Pontal da Cruz, centro
Ilhabela:
Praias da Ponta das Canas, Feiticeira, Armação, Pinto, Sino, Siriúba, Engenho D’água, Perequê
Ubatuba:
Praias da Tabatinga, Mococa e Ilha do Tamanduá


Onde Aprender

São Sebastião
Kitepoint – (12) 8152 8506 / NEXTEL 90*738 (Praia do Pontal da Cruz)
E-mail: fridkite@gmail.com

Ilhabela:
BL 3 – (12) 3896- 1034 (Praia Engenho D’água) e 3896- 1271 (Praia da Armação)
Kitecenter – (12) 3896- 3946 / 9767- 2033