segunda-feira, 16 de abril de 2012

Filadélfia - A cidade do amor fraternal

AMÉRICA DO NORTE - EUA
 
Pensilvânia - Filadélfia


Enfim, atravessamos a ponte Benjamin Franklin, que cruza o rio Delaware, divisa entre os Estados da Pensilvânia (onde fica Filadélfia) e Nova Jersey. A viagem até Filadélfia foi tranqüila e gelada. Quanto mais nos aproximávamos da cidade, o frio aumentava.




Chegamos na hora do almoço e após consultar o mapa percebemos a existência do “mercado italiano”. Com fome, não pensamos duas vezes até sair à procura desse lugar.




O mercado italiano é uma feira livre e aparece em uma das cenas do filme do Rock Balboa. O lugar não é bonito, mas achei interessante pelo fato de poder conhecer os costumes da comunidade. Estava especialmente frio, andar na rua era um sacrifício.



Após pedir informação para duas pessoas, chegamos ao restaurante Vila de Roma, aonde saboreamos um almoço espetacular.


De lá seguimos para o centro da cidade, que é incrivelmente lindo. Fiquei encantada com o que vi e eu tenho consciência de que foi muito pouco. Em Filadélfia, o antigo e o moderno convivem lado a lado.
Ao chegar à cidade me chamou a atenção a quantidade de prédios históricos que divide espaço e importância com edifícios de última geração. O nosso objetivo era conhecer a estátua do Rock Balboa, que no filme é interpretado por Sylvester Stallone, e fica na escadaria do Museu das Artes.




Dizem que é comum ver os visitantes imitarem a famosa cena das escadarias, que agora são chamadas de Rocky Steps (Os degraus de Rocky).  Nós pretendíamos estar entre eles, mas desistimos por causa do frio.
Eu confesso que mal saímos da cidade e já tinha me arrependido, deveria ter ficado por lá pelo menos um dia. 


Até esse momento eu só tinha ouvido falar sobre a Filadélfia em duas ocasiões:
No cinema, quando assisti ao filme Filadélfia, sobre a história de Andrew Beckett  (Tom Hanks), um advogado homossexual que é demitido pelo fato de ter AIDS. Quem não se lembra da trilha sonora, de Bruce Springsteen, “Streets of Philadelphia”?
Além do clássico filme Rock Balboa, o boxeador da Filadélfia, e no supermercado, onde compro o delicioso cream cheese - Philadelphia.
Mas, claro que Filadélfia é muito mais do que isso.  


É uma das mais antigas cidades norte-americanas, no passado era a segunda maior cidade do Império Britânico (sendo menor apenas que a capital Londres). 
Filadélfia desempenhou papel de grande importância desde a época das Treze Colônias e os primeiros anos da independência dos Estados Unidos. Seu mais ilustre morador foi Benjamin Franklin, de quem partiram muitas idéias para a independência do país.


 
Após a declaração de independência, em 4 de julho, a cidade foi capital do país em outras quatro ocasiões, sendo a última vez entre 6 de dezembro de 1790 e 14 de maio de 1800, quando a sede do governo foi transferida para a então recém-construída cidade de Washington.
Vivendo, viajando e aprendendo! 

(continuação...)