quinta-feira, 31 de maio de 2012

Desapega!




Ela estava decidida a se livrar das coisas velhas e ficar somente com o necessário.

Por aqueles dias, havia lido em algum lugar algo sobre o desapego e levou a sério, transformou em uma missão de vida ou morte.
Não demorou nem um segundo para decidir que o senhor de toda a bagunça da casa era o seu excelentíssimo marido.
Decidiu por fim aquela situação e naquela noite quando o marido chegou na casa, sonhando em tomar um banho quente e se jogar na cama, teve uma surpresa.
As roupas dele estavam por todo lugar. As camisetas ocupavam quase 100% da cama.
Prudente, como gato escaldado com medo de água fria, antes de falar alguma coisa, calculou rapidamente se a esposa estava na fase da TPM. Sim, ela estava.
Sorte dele ser tão bom em matemática. Porque mal avistou o marido, ela já começou a dar ordens!

- Você só deita nesta cama depois de separar as camisetas que vai doar para caridade.
- Mas, porque as minhas camisetas querida? Que mal elas fizeram para você?

No olhar frio da esposa, notou que mais uma frase daria início a 3ª Guerra Mundial, melhor fica quieto e obedecer.
Paciente, começou a selecionar as camisetas.

- Com essa eu levei aquele tombo que eu te contei, lembra?
- Desapega, dizia ela.

- Com essa camiseta eu ganhei o campeonato em 97.
- Vixi! Faz todo esse tempo? Desapega.

Entre uma camiseta e outra, tantos desapegos...
Tarde da noite, ele permanecia acordado na cama com a sensação que estava faltando desapegar de mais uma coisa...
Sem querer olhou para a mulher ao seu lado, será?