sexta-feira, 20 de julho de 2012

Marakuthai traz a Tailândia para bem pertinho de nós



Hoje é dia do amigo e, além disso, sexta-feira de sol. Com tantos motivos para sorrir, lembrei de um lugar bastante especial, que me fez sorrir de felicidade e de puro prazer: o Restaurante Marakuthai, em Ilhabela.
Eu recebi essa indicação de uma amiga querida, a Débora Almeida, e em uma noite quando eu e meu marido visitávamos a Capital da Vela aproveitamos para viver essa experiência gastronômica.
Digo experiência porque foi realmente o que aconteceu. Lá experimentamos sabores incríveis e inesperados, sem contar que o lugar é lindo, ao lado do Iate Clube, com toda a vista para o mar.
Segundo pesquisei no site do restaurante, a decoração foi inspirada em estampas de bandanas, criando um clima descontraído e descolado. Fica clara a originalidade de cada detalhe: um exemplo são as mesas feitas de cama patente, que são alvos das máquinas fotográficas.
Lá estava escrito que cada objeto do restaurante tem uma história. O microondas, veia da casa da Vó Cida; a geladeira, da amiga Regina; as cadeiras do antiquário... As cúpulas de abajur cobertas por tecidos, por acaso, eram blusas da proprietária; as panelas, do sítio do tio Nelsinho.
Tudo, exatamente tudo que tem dentro do restaurante, é usado; tudo tem uma história!
Nascida em São Paulo, em 1988, a chef Renata Vanzetto começou a cozinhar pequenina com a avó, com quem aprendeu a fazer gemada, bolo de fubá e brigadeiro.
 Em 2008, Renata conquistou o prêmio de chef revelação do "Guia Quatro Rodas" da Editora Abril. Hoje, o restaurante já tem uma filial em São Paulo.


Só para deixar com água na boca, vou contar um pouco da minha experiência. Logo na entrada, um garçom muito educado, coisa rara no litoral, veio nos receber.
Depois que estávamos confortavelmente sentados e com todos os sentidos alertas, olhando embasbacados a decoração e o visual do mar, o garçom trouxe uma água aromatizada com hortelã e limão.
O restaurante Marakuthai ganhou fama por adaptar com maestria os sabores tailandeses ao paladar brasileiro.
Como estava uma noite fria, nós dois pedimos de entrada o Satun, um creme com coco à base de lula, mariscos na concha, alho poró e limão. Posso dizer que se tivéssemos parado por aí eu já estava comemorando.
Como prato principal eu escolhi tirinhas de filé mignon, com molho picante de curry vermelho, acompanhado de arroz jasmim e farofa de banana. A apresentação deste prato é linda.
Mas, vou fazer uma referência especial ao arroz jasmim, pois foi uma surpresa maravilhosa. Ele tem uma textura macia, aroma delicioso, o gosto é meio adocicado e serve para quebrar o ardido da pimenta.
Quando lembro só me vem uma palavra a mente: equilíbrio!
Como já estávamos perdidos de amor pelo restaurante, resolvemos ir até o fim e pedir a sobremesa. Eu não resisti à tentação de experimentar o brigadeiro da vovó, que é servido em uma caçarola com crocante de castanha.
Essa dica a gente dá para os amigos do coração porque é boa demais!

Serviço:
Força Expedicionária Brasileira, 495
 Tel: 12 3896-5874 / 3896-3754