quarta-feira, 26 de setembro de 2012

3º Dia - Dieta: Que frio na barriga!


Só pode ser provação fazer tanto frio justamente quando inicio a dieta. Existe até uma explicação científica porque no frio sentimos mais fome. Dizem que é porque gastamos mais energia para nos aquecer. No entanto, com muito esforço e disposição consegui superar a ciência e manter a boca fechada.
As lembranças das tardes frias cercada por guloseimas é coisa do passado. Agora eu penso magro. O meu novo ‘Eu’ adora pão preto com queijo cottage, sente vertigem quando vê uma linda salada e é completamente apaixonada por sopa.
Gente, eu ainda não enlouqueci. Nenhum extraterrestre do planeta dos repolhos se apoderou do meu ser.
É apenas a tentativa de reprogramar a minha mente e o meu estômago para a vida saudável  que eu quero ter, sem as malditas gordurinhas que hoje se apoderam da minha barriga, do culote, pernas e mais. 
O processo mais difícil dessa dieta, aliás, será mudar meus hábitos alimentares porque estou gostando dos produtos da Herbalife.
Hoje, às 12h00, eu provei o shake de frutas, com gosto predominante de banana. Por enquanto, esse é o meu preferido.
Se por um lado o sabor me agradou, a temperatura gelada do shake não tornou a bebida muito apropriada para o dia frio que fez hoje.
Eu perguntei para a Tânia se era possível fazer o shake quente, mas ela garantiu que o sabor fica horrível e me desencorajou a provar.
Se ela que entende tudo de shake falou isso, quem sou eu para contrariar, não é?
Ela também comentou que nos dias frios poucas pessoas comparecem no Espaço Bem Estar para “almoçar”, mas gostei de ver que a turminha com quem tenho me reunido desde o início do programa compareceu. 
Cercada por pessoas divertidas e aquecida pelas risadas, até o shake gelado fica gostoso.
Mas, o meu dia não foi gelado o tempo todo. Por volta das 16h00, comi uma barrinha de cereal e duas fatias de abacaxi, às 18h00 fiz um Bauru Light (pão preto, peito de peru, queijo branco e tomate cereja) e bebi uma xícara de café adoçado com açúcar mascavo.
Mas, o melhor do dia foi saborear a sopa de legumes com macarrão preparada com todo carinho pelo meu excelentíssimo esposo.
Macarrão! Calma, a sopa tinha macarrão, mas eu não comi.
Ser a única gordinha da família que precisa de dieta não é fácil, mas isso me dá ainda mais força para continuar nesse processo. Quero ser magra como eles.