quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Os sons da vida


Por Andressa Rodrigues

Você já conseguiu ficar no mais absoluto silêncio? Descobri que isso não é possível!
Pelo menos, não na minha casa, no quarto onde eu gravo boletins para uma rádio web.
Quando fechei com um amigo para gravar dicas de verão para a rádio dele na internet, pensei: “ah, coisa fácil, faço em casa sem problema nenhum!”
Mas não está sendo bem assim! Rsrs... Toda vez que tenho que gravar é um grande desafio! Chega a ser um teste para a minha persistência (e paciência).
Depois do texto pronto, plugo o microfone, abro o programa de gravação e...cachorro latindo...tenho que parar!
Outra tentativa e... uma cigarra começa a cantar - e os pássaros se empolgam e cantam também! Quando não é isso, surgem os ruídos de uma martelada e uma furadeira; ou da buzina do caminhão de gás.
A princípio, fiquei bastante irritada!
Depois, achei graça de mim mesma, pois finalmente conheci os sons do lugar onde eu moro... sons que a gente não se dá conta, pois está tudo tão automático em nossa cabeça, que nem percebemos... sons da vida, em sua mais linda plenitude!
E o que eu fiz para solucionar o meu problema com a falta de silêncio absoluto?
Absolutamente NADA! Seria muita pretensão da minha parte querer que a vida parasse só para eu gravar “boletins de verão”...rsrsrs...
Então, todos os dias, antes de iniciar cada gravação eu respiro profundamente e... torço para que EU atrapalhe o menos possível a sinfonia da vida!