sábado, 31 de agosto de 2013

Alerta para a saúde!

Pesquisa divulgada nesta semana pelo Ministério da Saúde revela que 51% da população brasileira com mais de 18 anos está acima do peso!
Nada bom isso, ein?!
E tem mais: nos homens, esse índice chega a 54%; e nas mulheres, 48%.
O governo realiza essa pesquisa desde 2006, mas é a primeira vez que o percentual dos maiores de 18 anos com excesso de peso ultrapassa os 50%.
O estudo revela, ainda, que a obesidade cresceu no país, atingindo 17% da população (contra 11% em 2006).
Para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o assunto é grave e essa tendência de crescimento mostra que podemos chegar aos mesmos patamares (de obesidade) de países como Chile e Estados Unidos!
A pesquisa também aponta que, apesar de a obesidade estar relacionada a fatores genéticos, há uma importante influência do sedentarismo e dos padrões alimentares inadequados no aumento dos índices dos brasileiros.

O consumo de frutas e hortaliças, por exemplo, está sendo deixado de lado por uma boa parte da população. De acordo com o levantamento, apenas 22,7% dos brasileiros ingerem a porção diária recomendada pela Organização Mundial da Saúde (que é de cinco ou mais porções).
E outro indicador que preocupa é o consumo excessivo de gordura saturada: 31,5% da população não dispensam a carne gordurosa; e mais da metade (53,8%) consome leite integral regularmente. Os refrigerantes também têm consumidores fiéis - 26% dos brasileiros tomam esse tipo de bebida ao menos cinco vezes por semana.
De acordo com Jarbas Barbosa, secretário de Vigilância em Saúde (do Ministério da Saúde), o combate ao aumento de peso deve ser um processo contínuo, que engloba ações da cantina da escola à lanchonete de uma empresa.
Parece até que adivinhamos, pois (você deve se lembrar), falamos recentemente sobre a alimentação escolar. E não é de hoje que chamamos a atenção para os cuidados com a saúde, seja pela alimentação adequada ou pela importância da prática regular de atividades físicas.

(alimentação balanceada, com carnes magras, verduras e legumes - Restaurante Atobá)

Ao meu ver, de nada adiantará as ações e campanhas do poder público se cada um de nós não despertarmos a consciência sobre a necesidade dos bons hábitos.
Será igual às medidas de combate a dengue: por um lado, investimentos em vigilância e limpeza; mas, por outro, a falta (que infelizmente ainda existe) de cooperação da população.

"O que mais me surpreende na humanidade são os homens, porque perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer... E morrem como se nunca tivessem vivido." Dalai Lama