sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Florença: a cidade da arte

EUROPA
 
Itália - Florença
 
 
A cidade de Florença, na Itália, é agitada no verão. Turistas do mundo todo fazem fila para conhecer as principais atrações e disputam espaço em restaurantes e lojas.
Para chegar de carro até o centro da cidade, onde estão reunidas praticamente todas as atrações turísticas, foi bastante simples. Deixamos o veículo em um estacionamento próximo e seguimos a pé pelas ruas estreitas.

 

Eu tinha curiosidade de conhecer vários locais, ainda mais porque tinha acabado de ler o livro “Inferno”, de Dan Brown, cuja história se passa em Florença.
 

No entanto, o meu maior objetivo era ficar cara a cara com a estátua de Davi, de Michelangelo.
Pelo tamanho das filas, logo percebemos que não daria para conhecer todas as atrações em um único dia, por isso decidimos escolher aquelas que achávamos mais interessantes.
 

 Para começar encaramos a fila para conhecer a Catedral gótica de Santa Maria del Fiore (conhecida simplesmente por Duomo). Quem for até lá no verão, não deve esquecer que não é permitido entrar com blusas de alcinha, é preciso levar um lenço ou algo assim para cobrir os braços.

 
O destaque da catedral fica por conta da cúpula do Duomo, no entanto, comparada com outras igrejas da França eu achei a decoração simples.


Em frente à catedral está o Battistero di San Giovanni, dizem que é o prédio mais antigo de Florença. O lugar é conhecido por suas 3 portas de bronze e a mais famosa delas é o Portão do Paraíso.
 

Após passar pela Piazza Della Signoria, que abriga importantes esculturas, como Perseo de Cellini e o Rapto de las Sabinas, de Giambologna, aproveitamos para tirar fotos junto à escultura de Netuno.
 


Nós entramos no Palazzo Vecchio, o edifício mais importante da cidade, sede da Câmara Municipal de Florença e museu ao mesmo tempo, lá nós apenas tiramos algumas fotos junto à fonte central.  Em frente do palácia, existe uma réplica da estátua de Davi.
 
 
 
 








 

 

 
De lá continuamos a caminhar em direção a Galleria degli Uffizi, onde estão as obras dos maiores artistas do Renascimento, como Leonardo da Vinci e Rafael e uma grande coleção de quadros de Botticelli, com os incomparáveis Primavera e O Nascimento de Vênus.
 

A fila para entrar estava muito grande e desistimos. Foi uma decisão da qual eu me arrependi muito.
Uma dica para quem vai ficar 1 dia em Florença? Chegue cedo e comece por uma destas atrações. O horário de abertura dos museus e da cúpula do Duomo é às 8:30. Os museus estão fechados na segunda. A Cúpula fecha no Domingo.
 

Chegamos a Piazza San Giovanni, na famosa Ponte Vecchio (foto acima), o centro religioso e cultural da cidade. A ponte reúne uma infinidade de joalherias e o visual de lá é muito lindo.

 
Por fim, certos de que seria inevitável, resolvemos encarar a fila em frente à Galeria dell’Academia, onde está a escultura de Davi, de Michelangelo (EU 11,00). Uau! É uma obra majestosa. É proibido fotografar.
Lá tem também diversas salas dedicadas a vários artistas e obras italianas, mas depois do Davi tudo parece menor.
 

O dia já estava terminando quando passamos em frente a Basílica di Santa Croce, onde as pessoas mais famosas de Florença, entre elas Michelangelo, Galileo e Maquiavel, estão sepultadas. Ao lado esquerdo da igreja está uma estátua de Dante Alighieri.


A cidade de Florença foi fundada em 59 a.C e durante muito tempo foi reconhecida como a capital da moda, além de ser o berço do Renascimento italiano e uma das cidades mais bonitas do mundo.


O comércio de Florença é agitado, nós aproveitamos para conhecer algumas lojas de marcas italianas, como Calzedonia, Tezenis, Intimissimi, Oviesse, Upim, Beneton, Carpisa, entre muitas outras.
 

Depois de caminhar pelas ruas, decidimos ir ao Hard Rock Café para comprar as famosas camisetas para os filhos e sobrinhos. Saboreamos um delicioso hambúrguer acompanhado por um grande copo de cerveja gelada.
 

Mas, o passeio ainda não tinha chegado ao fim. Para fechar o passeio com chave de ouro, nós fomos até a Piazzale Michelangelo para assistir ao pôr- do- sol. Do local é possível fazer fotos panorâmicas de Florença.
 
O sol se despediu naquele dia, mas deixou um rasto de cores no céu, que ultrapassou os arcos das pontes e deixou toda a cidade de Florença com um tom rosado. Um dia espetacular.