quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Portofino - O glamour da Riviera Italiana

EUROPA
Itália - Portofino


De Mônaco seguimos viagem rumo à Itália e nossa primeira parada foi em Gênova, na Ligúria, onde decidimos parar para passar a noite.
No dia seguinte, o objetivo era chegar até a Toscana, com algumas paradinhas para conhecer a Riviera Italiana.



Seguimos primeiro até a vila de Portofino, um passeio de aproximadamente 40 minutos.
Para chegar até Portofino é preciso atravessar uma estradinha sinuosa, que tem início em San Margherite.
Portofino é a mais luxuosa cidade da Riviera Italiana e ganhou fama nos anos 50, quando as celebridades do cinema como Greta garbo, Clark Gable, Ingrid Bergman, Sofia Loren, além de membros da realiza, passaram a frequentar o local.


Contam que foi em Portofino, durante uma estadia no Hotel Splendido, que Richard Burton propôs casamento a Elizabeth Taylor, pela primeira vez, em uma pausa das filmagens de Cleópatra, em Roma.
Inspirado por este evento, Fred Buscaglione, um famoso cantor italiano desse período, escreveu a música 'Eu encontrei o meu amor em Portofino. A música ainda é a "trilha sonora" para o Hotel Splendido.


No verão, devido ao grande número de turistas, há uma fila de carros para entrar na vila e é preciso ter paciência. Como é muito pequena, impossível abrigar tantos veículos.
Nós demos sorte de conseguir uma vaga no estacionamento subterrâneo na Piazza Liberta, apesar do preço elevado, é um espaço muito disputado.
Portofino, como disse antes, é minúscula. Mas, cada centímetro da vila é sinônimo de elegância e sofisticação.


Ao redor praça, que por lá é chamada de Piazzeta, estão os restaurantes e as lojinhas. Além das charmosas casas coloridas, colocadas uma às outras, que um dia já pertenceram aos pescadores.
Hoje, o preço de um imóvel em Portofino chega a ser mais caro do que em Nova York.



Além do colorido das casas, o visual da pequena baía, com os barcos ancorados e o mar de um tom verde escuro, ainda atraem as celebridades. Eu não encontrei nenhum famoso por lá, talvez porque o tempo estivesse chuvoso.


Para nos abrigarmos da chuva, escolhemos uma mesa no San Giorgio e saboreamos um delicioso expresso enquanto apreciávamos a vista do mar. Um dos momentos glamour da viagem.  
Por causa do mau tempo, desistimos de conhecer o Castelo Brown, um museu que oferece uma vista fascinante do porto e do mar, e a igreja de São Martinho, construída no século 11.

Leia também:

Porto Venere - Agito na areia e passeio de barco para Cinque Terre