sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Provence: Um passeio pelos campos de lavanda

EUROPA
França - Provence
Mallemort/ Roussillon/ Gordes/ Lourmarin/ Ansouis/ Salt
 
 
No sul da França, na conhecida zona rural chamada de Provence, as 17 das mais belas vilas francesas encantam os turistas, entre elas Roussillon, Gordes, Lourmarin, Ansouis e Salt, onde está o famoso Mont Venteaux.


As vilas ficam próximas e em apenas um dia consegui visitar todas elas.
Seguindo o mapa que Armelle desenhou para nós, saímos de Mallemort e, após passar pelas cidadelas de Méridol e Lauris, em 20 minutos, chegamos a Loumarin.


Já na estrada percebemos as plantações de oliveiras, girassóis e trigos. Além disso, há barraquinhas vendendo frutas da época.
Loumarin é uma pequena vila, com um comércio movimentado, lojinhas de antiguidades ou brocantes, como são chamadas pelos franceses.
 
Chama atenção as mesinhas na calçada ao lado de muros cobertos de hera. Por todo canto, o que se vê são flores, principalmente ramos secos de alfazemas.  
 
Difícil resistir aos tecidos estampados que terminam em lindas almofadas, toalhas de mesas e o que mais a imaginação alcançar. Para quem gosta de decoração é um passeio encantador.  
 
Só por curiosidade é legal saber que Loumarin já teve um morador ilustre, o escritor Albert Camus, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura, cujo corpo está enterrado no cemitério da vila.
 
Após caminhar pelas ruas, entrar em dezenas de lojas de roupa e decoração para não comprar nada (os preços estavam assustadores) continuamos o passeio até a Vila de Ansouis. 
 
 
 
Nós deixamos o carro em um estacionamento e chegamos caminhando a Ansouis, que tem cerca de 4 mil habitantes. Aliás, é bom frisar que para conhecer a Provence é preciso estar disposta a andar.
Ansouis possui um castelo com uma igreja medieval e linda vista para o vale.
 
Até chegar o castelo, observe as casas que espalhadas pelas ruelas de pedra, com objetos como batentes e puxadores porta, sinetas e outros feitos de ferro, que tornam esta aldeia muito charmosa.
 
 
Passamos Étang de Lo Benolle, com o seu pequeno lago, Cucuron, Bonnieux, Apt, St. Saturnin, a estrada às vezes bastante tortuosa, mas vai mostrando aos poucos os pequenos vilarejos, desconhecidos, com pouquíssimos habitantes e lindas paisagens.
 
 
Continuamos a viagem seguindo em direção a Salt, a capital da lavanda.
 
 
Na estrada avistamos as lavandas. Não era o auge da plantação, mas lá estavam elas. Lindas e perfumadas. Eu estava meio enjoada por causa da estrada, mas é claro que fui fazer a foto. Irresistível!
 
 
Ali, como em toda a Provence, muitas antiguidades e todos os tipos de iguarias feitas com a lavanda: mel, pão, queijo e muito mais.
 
 
 Em Salt também foi o mais próximo que chegamos do Mont Vetoux, que possui 2 mil metros de altura e onde todos os anos ocorre o famoso tour da França, um desafio que atrai milhares de ciclistas.
                                   

Próxima parada foi na vila de Roussillon, com as suas casas cor de fogo, uma lembrança da época em que era conhecida por ser o caminho do ocre.
 

Lá você vai poder conhecer o Observatório do Ocre e caminhar pelos locais onde antigamente eram extraídas as substâncias que davam vida a inúmeros quadros e pinturas de casas.
 

Caso estiver chovendo, o passeio deve ser adiado porque em minutos o caminho se transforma em um lamaçal manchando tudo o que toca.
 
 
Além de visitar o caminho do ocre, em Roussillon é muito agradável caminhar pelas ruelas estreitas de cores quentes, parando aqui e ali para saborear um café e visitar galerias de arte, em número mais que suficiente para nos ocupar durante horas, até o sol voltar.
 
 
Nós chegamos a Gordes no final da tarde e logo percebemos que estávamos em uma pequena vila construída de pedras. Corremos para tirar fotos antes que escurecesse.



A Provence é para ser conhecida sem pressa porque a beleza está nos detalhes.
No dia seguinte, novo roteiro pela Provence mais vilas medievais, arte, romance e paisagens incríveis. Esse é o lugar para buscar a felicidade.