segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Restaurante Atobá é mais do que 10. Atobá é 20!


 
Não são todos os dias que uma casa de alimentos pode se dar ao luxo de comemorar 20 anos de sucesso.
Com um mundo cada vez mais veloz, onde a cada minuto aparece um novo restaurante e um novo conceito de bem estar, completar 20 anos e ainda fazer os clientes sorrirem de prazer é muita coisa.
O Paulinho, o cara por trás de tudo isso, pediu que eu escrevesse um texto falando um pouquinho sobre a trajetória do restaurante.
Eu, como cliente assídua do restaurante, claro que aceitei.
E, com essa missão que encarei com muita seriedade, comecei a pensar no motivo que faz com que eu escolha ir ao Atobá ao invés de ir a outro restaurante.

Porque ele é tão especial?
O Atobá é um lugar muito bem localizado, em frente à pracinha do coreto ao lado da antiga Igreja Matriz, um prédio que sempre me traz boas recordações.  
O lugar me lembra da tradição caiçara, dos batizados e casamentos de pessoas queridas, de muitos sorrisos, beijos e abraços.
O casario que abriga o Atobá foi construído com as técnicas caiçaras: areia da praia, pedras e óleo de baleia. É muito fácil se sentir à vontade, relaxar e saborear a boa comida.
Sim, porque nada disso teria tanta importância se a comida não fosse boa.

E disso o Atobá pode se orgulhar.
A começar pela organização do buffet, sempre arrumadinho e abastecido, mesmo que você chegue quase no final do expediente, que termina às 16h00.
Eu posso falar isso com tranquilidade porque geralmente quando eu chego para almoçar a maioria dos mortais já está planejando o cafezinho da tarde.
As cores das saladas são um convite para quem passa na calçada e ainda está em dúvida: entro ou não entro?
Feliz daquele que resolve arriscar. Lá vai encontrar uma variedade de saladas, sempre com uma surpresinha: sushi, alcachofra recheada, cuzcuz, entre outras tentações.
No Atobá, os pratos quentes também são deliciosos, o difícil é escolher. Quando eu estou com muita dúvida, eu ataco o “macarrão ao vivo e a cores”, ou seja, escolho os ingredientes e, assim, eu tenho um prato de massa feito especialmente para mim.
Nem sempre eu chego ao atobá de bom humor. Mas, sempre saio de lá me sentindo muito melhor.
Um lugar que me faz feliz merece uma homenagem ao completar 20 anos.

Parabéns, Atobá.
10 + 10. Equipe nota 20.