quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Contra tudo e Contra todos: SORRIA!


Salve, Salve!
Que nunca nos falte humor diante das adversidades da vida.


Rir de tudo é desespero e loucura, eu sei.
Rir das desgraças alheias é maldade. Estou fora.

Eu estou me referindo ao tipo humor que nos faz rir de nós mesmos e das situações absurdas e improváveis que vivemos no dia a dia.
Naqueles momentos em que a gente não vê saída, parar um pouco e rir evita um ataque cardíaco ou uma explosão de raiva que vai magoar as pessoas mais próximas, aquelas que mais amamos.
Manter o humor em certas ocasiões é um ótimo jeito de não enlouquecer de vez ou tornar uma situação muito pior do que ela já é.

 
Adoro a revista Vida Simples e outro dia folheando um exemplar antigo eu li uma matéria que contava como Sócrates, hoje considerado um importante filósofo, reagiu com humor ao ser motivo de piada de centenas de pessoas.
Sócrates riu. Não um riso forçado, mas um riso aberto e espontâneo, típico de quem não se leva muito a sério.
Eu li em um livro a seguinte frase: “Quando se luta contra monstros é preciso cuidado para não se transformar em um deles”.
Com a sua sabedoria socrástica, eu imagino que ele já soubesse que unanimidade não existe.
Só uma pessoa muito segura do seu valor e das suas escolhas, consegue ser humilde o suficiente para reconhecer e rir dos seus defeitos.

 
Por outro lado, quem se leva a vida a sério demais e vive querendo controlar todas as coisas ao seu redor passa aos outros a sua volta a impressão de ser uma pessoa insegura.
Além disso, quem está sempre sério pode ser confundido com uma pessoa arrogante ou que se considera superior.  
Por exemplo, eu não sei você, mas eu acho mega chato conversar com uma pessoa que fica todo momento querendo demonstrar que conhece tudo da vida, que não erra nunca...
Não existe nada mais ridículo do que uma pessoa assim, que se leva a sério demais.
Somos humanos, cheio de defeitos e é nisto que consiste o humor. Em reconhecer a nossa humanidade.
O humor, a capacidade de rir de si mesmo, aceitando as fraquezas e os erros, é também uma demonstração de força interior que atrai pessoas como abelha ao mel.

 
E se hoje está sendo um dia particularmente difícil, procure lembrar que na vida tudo é passageiro e não importa o quanto você esteja absolutamente correto sobre um monte de coisas, sempre existirá alguém que não vai se importar.
Sempre existirá alguém que não ligará a mínima para você ou para o que você pensa.
E você: vai ganhar rugas por isso? Vai ficar na cama chorando e se descabelando?
Se importe, com quem se importa com você. E quem se importa com você quer ver você de bom humor.

Pensando bem, o humor é um ato de rebeldia.