quinta-feira, 9 de abril de 2015

Dica da Dani – Cervejaria Empório Caiçara



Anote na agenda e vá conferir porque abriu no centro de São Sebastião uma cervejaria com estilo. Eu estou falando do Empório Caiçara, que foi recém-inaugurado, e está fazendo sucesso entre aqueles que apreciam cervejas artesanais.





À frente do empreendimento está o analista de sistema, Caio Vall Nogueira de Lima, formado na USP e que, após 8 anos trabalhando em São Paulo, 6 deles na Microsoft, viajando entre Brasil e EUA, decidiu dar um novo rumo à sua vida.


E vamos combinar que não existe vida melhor do que morar em uma cidade com lindas praias e pertinho da família, não é?
Com a ajuda da namorada Roberta Arielo e do seu grande parceiro João Fonseca, ele abriu o empreendimento. Mas, o sonho de ter um bar, no estilo do pub inglês, que vendesse cervejas artesanais é antigo, surgiu em 2010 e, desde então, vem sendo aprimorado.
O lugar escolhido para instalar o Empório Caiçara foi à galeria no bairro do Porto Grande, Vila Abreu, que possui um paisagismo encantador, com um jardim repleto de espécies da mata atlântica e um lago de peixes.


O nome do bar Empório Caiçara foi escolhido porque remete a um ambiente rústico, como os lugares que vendem cervejas artesanais.  Já a ideia de acrescentar a palavra “Caiçara” é uma homenagem à cultura local. Ora, o povo agradece!
Eu estive lá com o meu maridão e tivemos uma noite muito agradável. Os garçons são simpáticos e ficam entusiasmados ao contar a história de cada cerveja. Pergunte para eles e poderá comprovar o que eu estou falando.
Saber onde e como a cerveja é feita transforma a experiência do primeiro gole em um momento especial, quando todos os sentidos ficam aguçados para sentir os aromas, os sabores que estão subtendidos e a textura.


Para harmonizar com o sabor das cervejas, o espaço oferece alguns aperitivos, entre eles, as “barquetas” de mix de sementes e de queijos (Gruyere, Masdaam, Parmigiano e Gorgonzola), além de porções de sardella, alichela, homus, babaganoush e carne louca. E as deliciosas bruschettas.
A quantidade de cervejarias artesanais cresce de forma rápida ao redor do mundo, inclusive no Brasil, onde muitas mulheres já se destacam nesta atividade.   


Aliás, dizer que mulher não gosta de cerveja é pra lá de ultrapassado, além de ser um comentário muito machista. Mulher gosta de cerveja só não gosta de ficar em um ambiente sujo e desagradável, sem nenhum charme.
Se você procura um lugar que oferece qualidade, conforto e simplicidade para saborear cervejas deliciosas eu indico o Empório Caiçara. Leia o bate papo que eu tive com o Caio para saber um pouco mais sobre esse universo das cervejas artesanais.     

E – Qual é a diferença para a cerveja que compramos facilmente nos supermercados?
Caio - As cervejas artesanais são preparadas em menor escala, em micro cervejarias ou até mesmo nos quintais dos produtores caseiros e têm um cuidado muito maior na seleção dos ingredientes e no método de preparo, utilizando apenas água, malte, lúpulo e leveduras. As cervejas artesanais contém apenas conservantes naturais. Entretanto a maior diferença que existe entre as cervejas artesanais e as industriais, que encontramos nos supermercados, está na composição. A lei brasileira permite que as cervejas produzidas aqui contenham até 40% de cereais não maltados na sua receita. Ou seja, 40% de uma lata ou garrafa de cerveja industrial é feita de milho, arroz, soja e sabe-se lá mais o quê, resultando em uma cerveja rala, sem corpo, sem aroma e sem sabor, apenas, “mais barata”.

E – Das cervejas artesanais vendidas no Empório, qual é a mais cara e por quê?
Caio - Eu procuro não me pautar no conceito de “cara” ou “melhor”, pois são bem subjetivos, depende muito de quem compra e de quem degusta. Entretanto vou destacar uma das minhas favoritas, a Westmalle Tripel. Ela é uma cerveja da escola Belga, fabricada exclusivamente dentro de uma abadia (monastério) por monges. Ela é uma cerveja Trapista, uma receita muito antiga e apenas as cervejas feitas em abadias podem ser chamadas assim. Atualmente, existem apenas 8 monastérios oficiais em todo o mundo autorizados a fabricar cervejas trapistas.
A Westmalle é uma cerveja trapista forte. Ela é produto de uma fermentação de 5 semanas, o que leva a uma cerveja complexa, de aroma frutado, macia, cremosa na boca, com leve toque de lúpulo. Casa de laranja, pimenta, pêssego e mel são alguns aromas que podemos sentir. Uma cerveja excepcional.
Agora veja, uma cerveja milenar, feito por monges dentro de um monastério na Bélgica, “custa” apenas R$22,00 no Empório. Isso é muito menos do que uma garrafa de um razoável vinho nacional ou chileno. Entendeu a subjetividade?

E - Deixe uma mensagem para os leitores do Blog Encantes.

Caio - Gostaria de agradecer muito a visita da Daniela ao Empório e sua iniciativa de fazer essa matéria neste blog reconhecido por sua qualidade e bom gosto. A todos os leitores do Blog Encantes, deixo carinhosamente meu convite para nos visitarem e degustarem um mundo de conhecimento e alegria líquida. Serão todos muito bem vindos.

ANOTE A RECEITA - Sardella do Empório Caiçara
4 pimentões vermelhos grandes cortados em rodelas
4 dentes de alho picados
2 cebolas picadas
10 colheres de sopa de azeite
100 gramas de filé de aliche
1 colher Orégano
1 colher Pimenta calabresa seca

Modo de Fazer - Frite os pimentões com o alho, cebola e azeite por 15 minutos e deixe amornar. Coloque no liquidificador, adicione o aliche e bata tudo junto. Volte para a panela e adicione o orégano e a pimenta calabresa seca. Apure até ficar como se estivesse granulado. Pronto!

As fotos desta matérias foram feitas por Camila Mendes/ Bellatrix Fotografia

Serviço: Empório Caiçara
Local: Vila Abreu, Porto Grande.
De quarta a domingo, das 16h as 00h.
Obs: As cervejas e petiscos podem ser comprados tanto para degustar no local como para levar para casa.