terça-feira, 19 de maio de 2015

Visita a Fábrica Oskar Schindler (Cracóvia)


Entrada principal
A fábrica de panelas do empresário alemão, Oskar Schindler, integrante do partido nazista, que passa de oportunista a herói, ao salvar a vida de 1,2 mil judeus, durante a 2ª Guerra Mundial,  em Cracóvia, ficou famosa após o filme “A Lista de Schindler”, de Steven Spielberg. Hoje é um museu muito visitado na cidade.

Veja o trailer do Filme "A Lista de Schindler" para relembrar:



Com o sucesso do filme, milhares de turistas passaram a visitar o local da fábrica, que foi transformada em um museu. Neste museu, é exibida uma exposição permanente chamada “Cracóvia durante a ocupação nazista – 1939/ 1945”.

Atualmente, nesta janela estão as fotos dos funcionários judeus que trabalharam na fábrica.
Durante o passeio, o visitante acompanha desde a invasão da Cracóvia pelo exército alemão, em setembro 1939, a destruição do gueto, a deportação dos judeus para os campos de concentração até a queda do nazismo e o domínio da União Soviética.


Por meio de fotos da época, o museu busca retratar como era a vida na cidade de Cracóvia antes da ocupação nazista.


Mostra os uniformes usados pelos guardas da SS.


 Corredores inteiros estão cobertos por recortes de jornal, com notícias sobre a invasão alemã.

 
O trem com entrada proibida para os judeus.


Mostra uma mulher apresentando a permissão de trabalho para sair do gueto e ir à fábrica.


Essa estrutura simboliza o o vagão de trem, onde os judeus eram
transportados até o campo de concentração.


Fotos e cartas rasgadas dos judeus.


Mostra como era a vida dentro do gueto.
O muro que separa os judeus dos outros moradores da cidade.


O apartamento dos judeus no gueto.
Não tinha espaço para todos e quatro ou mais famílias
dividiam o mesmo apartamento.


Foto da entrada do gueto, de Cracóvia.


A sala que o contador Itzhak Stern ocupou durante o tempo em que trabalhou na fábrica. 
Neste lugar foi escrita a famosa Lista de Schindler.


As panelas que foram produzidas na fábrica estão expostas.


Escritório de Oskar Schindler, com a mesa original.


A Lista de Schindler.


Imagem da destruição do gueto, quando milhares judeus
foram mortos e outros foram deportados para os campos de concentração.

Tudo revirado e destruído pelos policiais da SS.


 Josef Stalin - Líder do Partido Comunista da URSS, que governou a
 Polônia após a Segunda Guerra Mundial


Cena final do filme A Lista de Schindler, quando os judeus visitam o túmulo do empresário.


 Foto de Oskar Schindler e Itzhak Stern, que se tornaram amigos. 

Leia Também: 



Cracóvia – O que fazer em 2 dias?

Wieliczka - A Mina de Sal da Cracóvia