sábado, 2 de maio de 2015

Rota Romântica da Alemanha: cidades de contos de fadas


A viagem de carro de Frankfurt até a primeira cidade da Rota Romântica da Alemanha, Würzburg ,  demorou cerca de 2 horas.
A estrada é ótima e muito bonita, cercada por árvores e campos verdes, com alguns vilarejos distantes e a todo tempo você vai ver as hélices de energia eólica. É um visual tranquilo e inspirador.



 
A Autoban, estrada que corta a Alemanha, não tem limite de velocidade e, neste trecho, nós não encontramos nenhum pedágio. A Rota Romântica da Alemanha é um dos destinos favoritos dos casais apaixonados. Esse roteiro foi criado após a 2ª Guerra Mundial na tentativa de mudar a imagem da Alemanha para o mundo e reavivar o turismo.   
 
São várias cidades que compõem esse roteiro: Würzburg, Tauberbischofsheim, Bad Mergentheim, Röttingen, Rotheburg ob der Tauber, Feuchtwangen, Wallerstein, Harburg, Rain, Friedberg, Hohenfurch, Peiting, Wildsteig, Halblech e Füssen.
Nós visitamos apenas duas cidades: Würzburg e Rotheburg ob der Tauber.

 
A cidade de Würzburg é cortada pelo Rio Main e fica em uma região de diversas vinícolas. As primeiras marcas da ocupação humana nesta cidade datam do ano 1000 a.C. com uma povoação celta.

Durante a 2ª Guerra Mundial, em 16 de Março de 1945, cerca de 85% da cidade foi destruída por cerca de 225 bombardeiros Lancaster em 17 minutos pela Real Força Aérea. A maior parte das igrejas, catedrais e outros monumentos não sobreviveu.

O centro da cidade, datado da época medieval, foi totalmente destruído por um incêndio no qual 5000 pessoas morreram.


Durante os 20 anos seguintes, os edifícios de importância histórica foram cuidadosamente reconstruídos, entre eles, a imponente catedral de Würzburg, a Dom St. Kilian, construída em homenagem a um monge irlandês e seus companheiros, em 1045. 


 

 
Outro prédio que impressiona é a  Catedral Neumunster, construída no século XI sobre o túmulo de St. Kilian, cuja fachada é feita com arenito vermelho.
Um dos programas de quem visita o lugar é ir até uma ponte antiga (Alte Mainbrücke), construída em 1473-1543, para beber vinho e relaxar curtindo o visual
 

Desta ponte que, em 1730 foi decorada com estátuas de santos, é possível avistar de um lado o Forte Marienberg construído no ponto mais alto da cidade e do outro lado a Catedral de Würzburg.
 
 
Quando estivemos lá, apesar do frio, era um dia de sol e o cenário não poderia ser mais romântico, só podia ter um pouco menos turistas para ficar ainda mais perfeito. Mesmo assim, nós passamos um bom momento ali, conversando e bebendo uma taça de Riesling, vinho branco alemão.
 
Seguimos viagem até à cidade de Rothenburger ob der Tauber no final da tarde e ficamos em um hotel simples chamado Rothenburger Hof próximo à estação de trem e pertinho das atrações turísticas.
 
À noite nós caminhamos até a cidade murada, o centro antigo de Rothenburger, e ficamos completamente encantados. Dizem que esse lugar inspirou o autor do livro Pinóquio, ao criar a Vila onde morava o velho Gepeto.

A vila ainda estava com os enfeites da Páscoa e na rua eu vi algumas estátuas enormes feitas com ovos de verdade que foram pintados à mão.

Isso me fez recordar a minha infância, pois na Páscoa a minha mãe e as minhas tias sempre pintavam as cascas dos ovos e recheavam com chocolate e amendoim doce para dar as crianças, uma tradição alemã.

Nas portas dos comércios e das casas também tinham enfeites relacionados a esta festa cristã, um capricho.
Após tirar algumas fotos, fomos jantar no Restaurante Meistertrunk e pedimos Fränkische bratwürste mit Sauerkraut und Salzkartoffeln, traduzindo, um par de linguiça com chucrute e batatas (chucrute, de novo!) e de sobremesa creme brulee com frutas vermelhas e chantili. 
 
 
Na cidade murada, onde se erguem 42 torres, a arquitetura dos prédios remete a época medieval e contas histórias de reis e imperadores, sobre os segredos e a magia da Idade Média.

 
 
Todas as noites, o guarda noturno guia pelas vielas sinuosas, vestido a caráter, com roupas antigas, uma experiência entre sinistra e interessante.

 
 A praça principal é cheia de cantinhos lindos, em um deles tem um chafariz.

 
 
E na igreja, nas horas cheias, dois bonecos aparecem nas janelinhas com os seus instrumentos para alegrar os turistas que acompanham o tocar do sino.

 
No dia seguinte, nós subimos uma escadaria enorme e muito estreita até a plataforma panorâmica que fica no alto do prédio da Câmara Municipal para ter uma visão geral da cidade.
 

 

Dali é possível ver todo o vilarejo como a Igreja de Santiago (St. Jacobs). Na idade média, inúmeros peregrinos procuravam essa enorme igreja gótica, onde dizem está guardada uma gota de sangue de Cristo, atrás de uma benção divina.
 
 

Uma delícia caminhar e se perder nas vielas desta linda cidade, cada cantinho tinha um enfeite ou um vaso de flores delicado. Uma descoberta a cada esquina. 
 
 

Quando estiver lá não deixe de provar o vinho de Rothemburger, que possui uma tradição de 1100 anos e são deliciosos.

Existe até uma lenda que a cidade foi poupada na Guerra dos 30 anos por causa de um burgomestre chamado Nuch, que teria ingerido 3 litros e um quarto de vinho.

 
Além de uma taça de vinho, não deixe de experimentar as famosas Schneeballen (Bolas de Neve), uma sobremesas deliciosa. Eu provei dois sabores: chocolate preto e de limão que comprei em uma padaria chamada Zucherbächerei.
 
Em Rothenburger ob der Tauber existem vários museus, eu visitei apenas o Museu do Natal. É um passeio interessante e tentador, porém, eu achei tudo muito caro.
Eu até agora não me esqueci do suco de maçã (frischxpresster apfelsaft natural) delicioso que eu bebi no quiosque da Ana, que fica bem no centro da praça principal.

 
Nós conversamos bastante com a Ana, que nos contou sobre os anos que morou em Cuba e disse não ter vontade de conhecer o Brasil porque era muito longe.
Ela nos indicou um bistrot onde almoçamos uma comidinha leve por um preço razoável. Nada como pegar uma dica com quem mora na cidade, não é?
Esses vilarejos alemãs com suas construções medievais são cenários perfeitos para o romance e devem ser colocados no roteiro de todo casal apaixonado. Hora de continuar viagem, a cidade de Praga nos aguarda.