quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Dicas para viajar de carro pelo mundo sem stress

Dicas para viajar de carro pelo mundo sem stress

Nada se compara a liberdade de estar na estrada, sem hora para chegar ou mesmo um destino definido.
Eu já viajei muitos quilômetros de carro quando poderia estar no mesmo lugar se tivesse optado por viajar de avião, mas quer saber? Eu não trocaria essas experiências por nada.


O avião é mais rápido e prático, mas eu sou da opinião que a viagem não começa quando chegamos ao nosso destino e sim o que acontece durante todo o caminho.
Se você também pensa assim, entende o que eu digo.
Na viagem de carro, a gente vai entrando no clima do lugar aos poucos, pelas beiradas e pode observar melhor a natureza e as pessoas no seu dia a dia.
Mas, para que tudo dê certo é preciso algum planejamento.
O carro precisa estar em perfeita ordem, importantíssimo leva-lo para revisão, verificar o estepe e os equipamentos, etc e tal.
Isso quase todo mundo faz, mas o que muita gente não faz na hora de viajar é pensar se o veículo é apropriado para o lugar onde se pretende ir.
Eu já vi muita gente atolando o carro ou com o escapamento solto porque o carro é baixo e não é ideal para uma estrada de terra e esburacada.
Ter certeza de que a caranga vai aguentar o tranco e acompanhar o seu ritmo é fundamental!


Com o GPS e outras facilidades da tecnologia, viajar de carro ficou muito fácil, mas é preciso estar atento.   
Estude um pouquinho antes de sair de casa e se informe sobre a viagem com pessoas que já fizeram o mesmo roteiro.
Existem muitos blogs de viagens com dicas bacanas, como o Blog Encantes, por exemplo, rsrsrs.
Quando eu viajo de carro sempre levo garrafas de água e alguma comida para o caso da viagem ser muito demorada ou não ter um lugar onde parar na estrada.
Uma vez, nós chegamos a um lugar muito bonito e perdemos a hora passeando e tirando fotos, por volta das 22h, percebemos que todos os restaurantes estavam fechados.
A sorte é que nós tínhamos no carro uma garrafa de vinho e um pacote de doritos e essa foi a nossa janta naquela noite. Dormimos alegres pra caramba, rsrs (ou desmaiamos?).
Quem viaja de carro precisa estar disposto a alguns imprevistos. Cada decisão tomada na estrada tem uma consequência.
Por exemplo, ficar mais tempo em uma cidade para fazer compras no outlet ou conversar com os moradores pode significar mudanças de planos.
Para mim isso está longe de ser um problema porque é exatamente essa liberdade que eu busco quando viajo.  


Se a viagem de carro for por países da Europa e dos EUA, existem muitas redes de hotéis que oferecem serviços dignos para os viajantes da estrada que desejam apenas passar uma noite.  
Mas, no Brasil, nem sempre é assim.
Às vezes, tarde da noite, todos cansados, não existe escolha a não ser ficar naquele hotel com aparência meio esquisita, pequeno, escuro...
Eu já tive surpresas boas e outras nem tanto ao ficar nos hotéis de beira de estrada, mas sempre enfrentei isso com bom humor, como faço isso?
Foco.
Eu penso: - O que é fundamental neste momento? A minha resposta é sempre a mesma: tomar um banho quente e dormir.
Se o hotel oferece isso está “quase ótimo”.
Eu já fiquei em hotel em que o dono cortava o sabonete ao meio para economizar, onde o estrado da cama estava quebrado e o café era servido em uma barraquinha em meio a uma garagem de carro, apesar do frio intenso.
Para piorar o café era servido em copo plástico e para adoçá-lo era preciso usar uma colher comunitária, rsrs.


Por isso, se o hotel oferecer lençóis limpos e um chuveiro com água quente já estou feliz.
Nesses casos, as minhas dicas são: evitar contar sobre os detalhes da viagem, tomar banho de chinelo de dedo, sacudir o lençol da cama antes de deitar e não deixar nada de valor à mostra.
Ligue para alguém contando onde você está e tranque a porta na hora de dormir, mesmo se tiver a chave eletrônica. Ahhh... e não beba vinho!
A última vez, eu estava viajando por uma região conhecida pelos vinhos e não resisti a uma taça para relaxar (ou duas?, rsrs).
Bem, o fato é que me deu uma tremenda dor de barriga e eu tive uma noite péssima, acordei cansada e dormi um bom trecho da viagem, o que fez com que eu deixasse de conhecer alguns lugares lindos.


Se durante a viagem de carro você vai atravessar diversos países, procure se informar sobre os documentos que terá que apresentar nas fronteiras. Na América do Sul troque algum dinheiro pela moeda local para pagar os pedágios.
Para o fim deste post, eu deixei a dica mais importante.

Anote aí: Para a road trip ser realmente um tremendo sucesso, o destino da viagem é apenas uma consequência.

O mais importe será a companhia porque durante a viagem de carro não dá para ignorar uma pessoa que está a poucos centímetros de você durante 3, 4, 5 horas ou até mais.
Escolha a companhia certa. Aquelas pessoas que você gostaria de estar “... na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê...”.
Ao lado das pessoas que amamos qualquer trilha sonora será um sucesso, mesmo aquela que vier acompanhada de pneu furado, buzina de caminhão e hotel chinfrim.


Abra a janela, estique o olhar na estrada e vai...só vai!