quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Antigos caiçaras contam os mistérios das plantas que curam


Eu já ouvi muito falar sobre o poder de cura das plantas, mas nunca conheci alguém que pudesse me explicar os efeitos de cada uma delas no organismo.
Por sorte, eu tenho uma amiga chamada Silvia do Amparo, que conseguiu convencer a sua mãe, dona Mariazinha, caiçara antiga da Costa Sul de São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo, e as suas amigas a contarem os seus saberes sobre os mistérios das plantas que curam.   
O resultado é a Feira do Verde, que acontecerá neste final de semana, dias 10 e 11, das 10h às 21h, na Praça Pôr do Sol, em Boiçucanga.  



“A realização dessa feira é um sonho antigo porque desde pequena acompanho minha mamãe preparando os chás caseiros quando tínhamos algum problema de saúde, até porque antigamente não tinha médicos aqui na Costa Sul. Eu me recordo de apenas uma farmácia, quando tinha uns doze anos e ficava em Boiçucanga”, conta a Silvia.
A costa sul de São Sebastião é mais conhecida pela beleza das praias, mas enquanto os turistas aproveitam o mar, os donos do pedaço, os antigos caiçaras encontram o refúgio na serra ou no sertão, como gostam de dizer. 

Alecrim - Planta do Quintal de dona Mariazinha
Os benefícios do chá de alecrim são, principalmente,
melhorar a digestão, aliviar as dores de cabeça e o cansaço
Dona Mariazinha, a mãe da minha amiga, mora no Sertão de Cambury, por exemplo.
Ela sempre recorreu ao quintal da sua casa em busca de plantas para curar os problemas de saúde da família, como folhas de algodão, assa-peixe, carqueja, melissa, campim cidrão, sálvia, boldo, losna, arnica, melão de São Caetano e muitas outras ervas.

Arnica- pode ser uma aliadan na hora de tratar da
 pele e do corpo com o chá e a pomada
“Uma vez bati o carro e os hematomas foram internos, a dor era muito forte, eu fiz vários raios-x e nada foi constatado, quando a mamãe disse pra tomar o chá das folhas de feijão guandu ou guandoo. Eu tomei durante uma semana e foi como se tivesse tirado com as mãos as dores. O meu primo também fraturou duas costelas jogando bola e o médico indicou apenas repouso e antiinflamatório, mas ele só parou de sentir dores com o chá do feijão guandu”, conta Silvia.

Guaco - xarope para alívio da tosse
Durante a nossa conversa, a Silvia revelou que o seu pai viveu durante 24 anos com câncer na bexiga, mas não morreu da doença e sim de infarto, o que acredita ter sido resultado da mistura de planta de babosa com água de côco, bebida que tomava todos os dias em jejum.

Assa Peixe - Uma planta muito comum no Brasil, com a qual se faz chá 
para tratar diversas doenças, desde gripes até hemorróidas
Eu sou fã confessa do xarope de Guaco feito por dona Marizinha para aliviar a tosse e prevenir gripes e resfriados. No inverno passado, eu quase fiquei sem o meu xarope tal a quantidade de encomendas que ela recebe, sozinha mal dá conta de atender a todas.

Babosa - O leite da planta é usado para hidratar os cabelos
A minha amiga Silvia me contou que o conhecimento sobre o poder das plantas está em sua família há muitas gerações, a sua mãe aprendeu com a bisavó, que era índia e ensinava muitos remédios caseiros. 
Coentro Raro, conhecido como Centro do Largo ou Coentro Espinhoso.
Tudo encontrado no quintal de dona Mariazinha. 
 Aos 73 anos, apesar de bastante forte e com saúde, dona Mariazinha aos poucos está repassando o conhecimento sobre o poder das plantas para a minha amiga Silvia, uma prova de confiança, pois caberá a ela fazer com que essa tradição da família continue por gerações futuras.

Dona Mariazinha com a neta Flávia, filha da Silvia. 
A Feira do Verde é uma prova de que dona Mariazinha, com toda a sua simplicidade e sabedoria, escolheu a pessoa certa para repassar os seus conhecimentos.
Silvia, além de bom coração e apaixonada pela história dos caiçaras, é uma jornalista inquieta e cheia de idéias. 
 
Minha amiga Silvia Amparo, repórter e ativista
 pela causa dos caiçaras da Costa Sul
Se você quiser conhecer mais sobre as plantas e ainda bater um papo com dona Mariazinha e dona Sabina Ribeiro não perca esse evento, elas estarão na feira explicando como utilizar os remédios caseiros e vendendo os xaropes.

Anote aí:
FEIRA DO VERDE
Dias: 10 e 11 de outubro
Horário: 10h às 21h
Local: Praça Por do Sol – Boiçucanga


Ervas e Plantas Medicinais do Quintal de dona Mariazinha, em Cambury/ São Sebastião

Couve - Rica em Fibras 
Salsinha - Previne Pedras Renais
Pé de Louro - Escalda Pés
Hortelã Gordo - Remédio para febre e má digestão