quinta-feira, 12 de maio de 2016

Deixei o Meu Coração em São Francisco


Eu na versão "19 anos mais jovem"

O vídeo do jornalista Evandro Ribeiro contando sobre o seu passeio na Ilha de Alcatraz, em São Francisco, Califórnia (EUA), para conhecer a prisão mais famosa do mundo, fez com que eu também viajasse.A minha viagem me levou até o mês de Fevereiro, em 1997, há 19 anos, quando viajei para São Francisco. Como você pode ver nas fotos, eu estava bem diferente, kkkk.

Foi uma viagem tardia de lua de mel e eu estava muito feliz. Ficamos alguns dias em São Francisco, na casa de um amigo do meu marido, chamado David.
O David, naquela época, namorava uma garota chamada Porcha, que trabalhava como chefe das guias de turismo na Ilha de Alcatraz. 


Para chegar até a Ilha de Alcatraz é preciso pegar a balsa no Fisherman's Wharf. No Píer 39 existem muitos restaurantes de frutos do mar, inclusive aqueles caranguejos gigantes. É um lugar divertido.
A Ilha de Alcatraz abrigou o primeiro farol da costa oeste americana, construído em meados do século 19 para guiar barcos que passavam pelo Pacífico. 
Antes de abrigar uma prisão de segurança máxima, ela foi um forte, com centenas de canhões prontos para proteger a Califórnia contra qualquer ataque marítimo e também uma reserva natural de aves marinhas, das quais herdou o nome.
Tendo a Porcha como companhia, nós fizemos um tour pela prisão.  


Eu me lembro de caminhar por um corredor cheio de celas, como o mostrado pelo Evandro no vídeo.
A Porcha explicou que cada detido ficava em uma cela individual, com o objetivo de evitar complôs e tentativas de fuga, eram obrigados a manter silêncio extremo e só podiam conversar durante os recreios dos finais de semana. 


Por isso, no áudio guide, quando aparece a voz dos detentos, eles estão sempre cochichando.
Você assistiu ao filme a “Fuga de Alcatraz”, de 1979, com Clint Eastwood, que conta a tentativa de fuga dos prisioneiros Frank Morris e os irmãos Anglin?  Se um dia você for visitar a Ilha, não deixe de assisti-lo.
Os três cavaram túneis em suas celas e navegaram até a costa em uma balsa feita com capas de chuva roubadas. Para enganar os guardas, fizeram cabeças em tamanho real de papier-mâché e colocaram nas camas, como se fossem eles dormindo. 
 
(Foto: FBI/Divulgação)
Quando eu visitei a prisão e passei pelas celas onde ficaram os três prisioneiros, as cabeças ainda estavam lá.
Ao lado da Porcha nós conhecemos alguns lugares que estavam fechados para os turistas, por não ser muito seguro.
Um deles foi o hospital da prisão, onde o mais famoso prisioneiro de Alcatraz, Al Capone, líder de uma organização contrabandista com base em Chicago, foi tratado de sífilis antes de ser transferido para outra prisão. 


E também entramos na cela onde ficou Robert Stroud, conhecido como o Homem Pássaro. Existe um filme, de 1962, chamado Birdman of Alcatraz, estrelado por Burt Lancaster, inspirado na história do prisioneiro.
Nós caminhamos pelo auditório, o refeitório e também fizemos parte do caminho percorrido pelos três fugitivos. 


Da Ilha de Alcatraz é possível ter uma linda visão da cidade de São Francisco. Estava um frio danado, mas lembro de ter ficado olhando para aquela vista por bastante tempo.
O passeio é meio sinistro, mas bastante interessante. A cidade de São Francisco é apaixonante.
Durante muito tempo eu sonhei em comprar um carrinho de flores para trabalhar no Fisherman's Wharf, com vista para a baía de São Francisco.
Obrigada, Evandro Ribeiro por fazer com que eu me recordasse de momentos tão felizes. 
Se você ficou curioso para conhecer a Ilha de Alcatraz, assista o vídeo.