quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Livro | O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares




"O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", de Ransom Riggs, é um livro leve e delicioso, que me surpreendeu ao seguir um caminho diferente da maioria das histórias de mistério ao não apelar para as costumeiras cenas de violência cheias de sangue, ao contrário ele descreve um universo lúdico e quase infantil, quase...

A história gira em torno de um rapaz de 16 anos chamado Jacob, que perde o avô em circunstâncias misteriosas.
O jovem começa a seguir algumas pistas e decide viajar até uma ilha remota do País de Gales, onde durante a Segunda Guerra Mundial o avô morou em um orfanato.
Na ilha, ele descobre que o orfanato foi bombardeado em 1943 e todas as crianças que viviam ali morreram.
Mesmo assim, Jacob vai bisbilhotar as ruínas do orfanato e encontra uma espécie de fenda temporal que o leva ao passado, onde ele encontra as crianças peculiares que dão título ao filme e a diretora, a senhora Peregrine.
Entre as crianças, existe uma menina que é tão leve que usa botas com chumbo para não sair flutuando. Uma garota de uns cinco anos, que é forte o bastante para levantar um carro. Outra coloca fogo em tudo que toca e um garoto é invisível.
No livro aparecem as fotos dessas crianças brincando no orfanato, em preto e branco, o que torna a história mais real e comovente e também contribuem para aumentar o clima de suspense.
À medida que Jacob se envolve mais com esse universo “fantástico”, a história também se torna mais tensa com a possível chegada de seres monstruosos que podem ter relação com a morte do seu avô.
Aos poucos, o rapaz vai descobrir que existem orfanatos semelhantes a esses espalhados pelo mundo, cada um com uma protetora como a senhora Peregrine, e todos estão em perigo.
O livro é o primeiro de uma série e já estou curiosa para ler os outros. Só posso dizer que começou bem.
Quem não tem tempo para leitura, poderá assistir essa história no cinema. O filme, dirigido por Tim Burton, estreou hoje nos cinemas. Não existe um diretor mais adequado para contar essa incrível história, não é?
Dizem que é o melhor filme de Tim Burton desde "Sweeney Todd" (2007). Johnny Depp não participa da produção, os únicos nomes conhecidos no elenco são Eva Green e Samuel L. Jackson. O herói da trama, Jacob, é interpretado por Asa Butterfield, o garoto de "Hugo" (2011), de Martin Scorsese. E aí, ficou com vontade de assistir ao filme?
Eu sempre prefiro o livro, mas confesso que estou curiosa para saber como a mente alucinada de Tim Burton vai adaptar essa história.