segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Livro | Cidade dos Etéreos, de Ransom Riggs



Esse livro é o segundo da série O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares e ele começa exatamente onde o primeiro terminou, com as crianças no barquinho rumo a Londres.
O objetivo da arriscada viagem é encontrar a cura para a srta. Peregrine – a diretora do orfanato a quem também chamam de ymbryne.
No primeiro livro, ela tinha sido sequestrada pelos etéreos e depois de salva pelas crianças não conseguiu mais voltar a sua forma humana, permanecendo presa na forma de ave.
A viagem das crianças é uma aventura muito perigosa, mas tem alguns capítulos divertidos. Um deles é quando as crianças passam por uma fenda do tempo e encontram o lar dos animais peculiares.
Entre eles, um cachorro que fala com voz humana, carrega um cachimbo, usa óculos de lentes verdes redondas e se chama Addison.
Lá também conhecem Grunt, que tem corpo de homem e se move como um macaco; Deirdre, uma jumirafa, mistura de jumento com girafa e galinhas que botam ovos explosivos.
Esses seres acrescentam ainda mais fantasia a história e o que me surpreendeu é que tem fotos antigas para retratar esses personagens.

Como elas foram feitas, porque, por quem?

Será que a pessoa que fez as fotos imaginou que um dia elas ganhariam a página de um livro? Duvido.
Mas, voltando a terra dos animais peculiares, durante o tempo em que estão lá as crianças recebem duas informações muito importantes.
A primeira delas é que a srta. Peregrine pode nunca mais voltar à forma humana caso fique por mais de três na forma de ave. Já tinha se passado 1 dia.
Segundo que apenas outra ymbryne poderia curá-la e, portanto, devem procurar a srta. Wren, protetora dos animais – que estaria em Londres e era a única que ainda não tinha sido capturada pelos etéreos.
As crianças mais do que depressa entram por uma fenda do tempo e chegam a uma floresta nos arredores de Londres, onde encontram um grupo de ciganos. Entre eles, um menino chamado Radi, que também era peculiar e estava desaparecendo.
Após um início turbulento, todos se tornam amigos e vivem tempos felizes. No entanto, a paz dura pouco e logo aparecem os acólitos, que são monstros (etéreos) no corpo de soldados. Aja coração!
No primeiro livro da série, a história gira em torno de Jacob Portman, o personagem central (Se não leu o livro e quer saber a resenha, CLIQUE AQUI), mas neste livro todas as crianças ganham destaque na trama.
Assim ficamos sabendo mais sobre o passado delas e sobre os seus poderes peculiares.
Outro ponto alto do livro é o cenário da história. Londres vive o auge da 2ª Guerra Mundial, com muitas casas destruídas pelos bombardeios nazistas, centenas de mortos e muitas crianças órfãs.
Isso dá certo realismo à história que até agora era apenas fantástica.
Em Londres, outras crianças peculiares se unem ao grupo como os gêmeos Joel e Peter, que são cegos e ao mesmo tempo “ecolocalizadores”, ou seja, o som que fazem rebate nas coisas e volta para eles, o que forma uma imagem mental e Melina, uma garota que consegue teletransportar objetos.
Mas, a parte mais emocionante é quando encontram o grupo entra em uma casa para fugir dos acólitos e conhece as irmãs órfãs, Sam e Esme, que seriam levadas para adoção, mas fogem e se escondem para ficarem juntas.
Você deve estar se perguntando, as crianças encontram a yrbryne e conseguem curar a srta. Peregrine?
Bem, após muitas outras aventuras, elas finalmente a encontram dentro de um prédio coberto de gelo só que o resultado não é o esperado.
Aviso: se não quiser saber o final do livro PARE AQUI.
Ao curar a srta. Peregrine e fazer com que volte à forma de ave, quem aparece não é ela.
Para espanto de todos, a ave se transforma em um homem, Caul, o acólito, irmão da srta. Peregrine, que está por trás dos raptos da yrbrynes e das mortes das crianças peculiares.
Depois de uma luta, as crianças e srta. Wren são levados pelos acólitos e vão para o século XX, nos tempos atuais. Com a ajuda do cachorro Addison, o casal Emma e Jacob consegue fugir.
Pouco antes dessa reviravolta na história, Emma tinha convencido Jacob a voltar para sua casa.
Mas, com Emma ferida e seus amigos presos pelos acólitos, Jacob decide ficar e lutar até o fim para salvá-los.
Para saber o desfecho só mesmo após ler o terceiro livro da série, o que pretendo fazer em breve.
Quem está curioso para saber qual foi à inspiração do autor para criar essa história tão cheia de aventuras e fantasias e como arrumou todas as fotos bizarras para ilustrar o livro, no final desta edição tem uma entrevista com Ransom Riggs.
A entrevista ajuda a entender o universo do autor e isso tornou tudo mais interessante para mim.