sábado, 21 de abril de 2018

Preparando um lugar no passado

Por Erica Poço


Eu vivo de passado. E também de presente e de futuro.  Mas confesso que fico muito feliz quando estou ali quietinha em alguns  lugares do passado. Eu lembro da mesa da cozinha da minha mãe, das nossas conversas e do relógio que ficava lá no alto; das vezes que minhas amigas estavam lá comigo comendo feijão com requeijão e mousse de maracujá.



Lembro do Maracanã com meu pai e de como era libertadora a sensação de xingar o juiz, e ele ao invés de brigar, ria de mim.
Lembro da escola, dos cadernos de respostas, das brincadeiras de correr e até da vez que eu colei e que deu tudo errado, mas foi engraçado.
Eu lembro das férias lá no sertão do Ceará quando esperava minha vó dar o ok pra sair correndo e tomar banho de chuva. Sim, existe chuva no sertão e ela tem cheiro de terra molhada com um leve aroma de esterco, e pense num cheirinho bom!
Lembro da primeira vez que os olhos do meu marido encontraram os meus.  E esse lugar é inesquecível. Gostei tanto que encontro ele todo dia de manhã no brinde com as xícaras de café.
Lembro que o conheci menino e à partir de nossas meninices nos construímos um ao outro e hj somos homem e mulher.
Lembro das minhas gravidezes. De cada uma delas. Da felicidade dos primeiros chutes e da saudade de três coraçõeszinhos que cheguei a ouvir, mas esses chutes não senti. Esse lugar me leva pro futuro. Porque almejo o céu não só por ser o melhor lugar, mas por saber que vou encontrá-los e que vai ser uma festa.
Lembro dos nascimentos, e da emoção de vivenciar esse verdadeiro milagre. E o cheirinho... que lugarzinho inesquecível.
Eu adorava colocar meu nariz pertinho do deles só pra ter certeza de estar respirando o mesmo ar. Não sou maluca! #naomejulguem... rsrsrs.
Lembro das crianças me enchendo de orgulho toda vez que são elogiadas. E lembro que pra isso já tive que correr atrás deles com o cabo da vassoura na mão e me esborrachei no chão. E lembro que esse é um dos locais da vida onde mais trabalhei, pra fazer com que um dia eles tenham lugares no passado tão especiais como os meus. Eu também não tenho dúvidas que se não trabalhar muito bem no presente, posso comprometer seus futuros. Então, haja trabalho!
Mas é isso... é tanto lugar bom no passado que às vezes tenho vontade de ficar lá.  Não dá vontade? Mas sabe o quê? Deixa eu voltar aqui, porque se o passado é tão gostoso assim foi porque o presente tá é muito bem trabalhado e o futuro tende a ser lindo.
Vamos viver o presente, preparando para o futuro, o melhor passado!