sábado, 10 de dezembro de 2011

As aparências enganam

Quem vê a imagem do jovem Tutancãmon tão serena não pode imaginar que por trás existe uma história de terror, por outro lado, dar de frente com um Iamassu pode ser assustador.
Mas, o Iamassu é do bem. Estas esculturas impressionantes eram uma espécie de guardião do povo assírio e foram criadas para serem vistas a partir de duas perspectivas.
Em 1846, duas dessas esculturas foram descobertas na sala do trono do rei neoassírio Assubarnipal II, que ficava no atual Iraque.
Uma delas tem cabeça de homem, corpo de touro e asas de águia; esses elementos representam, respectivamente, a inteligência, a força e a velocidade.
A outra escultura tem corpo de leão. Elas são um exemplo da habilidade do povo assírio em esculpir animais.
Essas esculturas com caras invocadas eram colocadas nas portas ou portões para afastar os maus espíritos.
Se fosse hoje, precisaria de muito Iamassu para espantar tanta gente ruim.