quarta-feira, 3 de outubro de 2012

9º Dia - Dieta: Chuchu Beleza


Dia de festa na sede da Herbalife.
Eu nunca vi tanta gente animada reunida no Espaço Bem Estar. Além da turminha toda reunida, o que já é motivo para muitas risadas, ainda conheci novas pessoas.

Combinamos até mesmo em comemorar os nossos aniversários no Herbalife. Ao invés do bolo, o prato principal será shake, mas vamos variar e nos divertir. Não vejo a hora de alguém ficar mais velho, rsrsr.
Uma das conversas girou em torno das receitas light e nesse ponto fiquei especialmente interessada. Como já escrevi aqui, eu sou analfabeta na cozinha, mas estou totalmente disposta há recuperar o tempo perdido.

Quero emagrecer, mas sem perder o humor. Para isso, preciso de comida gostosa.

Uma coisa que já entendi é que comida light fica muito melhor com tempero de ervas e condimentos. Hoje, por exemplo, eu fiz uma pasta de queijo cottage com cebolinha, salsinha e hortelã. Uma grande transformação.
Jogar uma pitadinha de Zattar no sanduíche natural ou no queijo branco também dá um samba de sucesso.
Eu tenho a sorte de ter uma horta em casa, mas quem não tem espaço pode plantar em vasinhos. Será mais fácil fazer dieta depois disso.

Também estou aprendendo o valor de alguns alimentos que antes eu desprezava, como o chuchu e a abobrinha.  Eu sei que os dois isolados são meio sem graça.
Como disse uma colega ao se referir a falta de gosto do chuchu: “A água tem 4 sabores: líquido, sólido, gozoso e chuchu”.

No entanto, esses vegetais acompanham qualquer alimento, sem pesar no prato, e garantem uma sensação de saciedade.
A minha defesa do chuchu e o uso frequente que tenho feito desse legume me rendeu um apelido: chuchu beleza. Achei fofo.

Bem, fofo não é uma boa palavra. Digamos que achei simpático.  
A verdade minha gente é que a dieta Herbalife que a princípio tinha apenas o objetivo de me ajudar a perder alguns quilinhos está provocando uma grande mudança na forma como encaro os alimentos.

E isso significa quebrar alguns paradigmas. Quero experimentar novos pratos, arriscar em sabores desconhecidos e viver intensamente essa fase “magra” da minha vida.
Eu vou fazer valer a pena.






Obs: Na quinta-feira, o Espaço Bem Estar não vai abrir e eu trouxe os ingredientes para preparar os chás e o shake  em casa. Será que vou conseguir? Torça por mim.