sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Porque você se esconde no arquivo morto?

Eu perdi as contas de quantas vezes eu comecei a escrever esse texto, sem conseguir passar do primeiro parágrafo.
A princípio tentei fazer uma lista do que foi bom e daquilo que eu gostaria de esquecer em 2012. O saldo foi positivo. Estou no lucro e só posso agradecer.
Mas, eu sei que nem todos podem dizer o mesmo. Para alguns amigos que eu conheço está difícil até mesmo levantar da cama.
Nem mesmo os lindos dias de sol que tem banhado de luz as nossas janelas parecem clarear o horizonte para eles.
E eu sei que a vida às vezes é mesmo cruel. São tantas desilusões que parece mais fácil esconder a cabeça embaixo do travesseiro e ficar ali, quietinha, longe de tudo e de todos.
São amigos que foram traídos, estão desempregados ou, pior, perderam pessoas amadas e insubstituíveis.
Quando eu me sinto assim não adianta me falarem que existe sofrimento maior do que o meu, que na África pessoas passam fome ou que falta água no nordeste. Eu costumo ser muito egoísta nessa hora.
Portanto, não vou minimizar o problema alheio. O problema é grande porque é seu. Entendo e respeito.
Mas, se você abrir um espaço no seu coração gostaria de dizer que enquanto você estiver trancado no arquivo morto nada vai mudar.
Ah... sim, uma coisa vai mudar. As pessoas vão esquecer você. Ou você pensa que vão esperar eternamente pelo dia em que você vai resolver sair para a luz?
Isso, a princípio, pelo menos para os endividados pode parecer bom, mas não por muito tempo.
E sabe por quê? Você não vai esquecer as pessoas e as dívidas. Pelo contrário, esses fantasmas vão te acompanhar por onde você for.
E quanto mais tempo você levar se escondendo deles no arquivo morto, maior e mais feio eles vão ficar.
Portanto, faça um favor a si mesmo: comece tudo de novo quantas vezes forem necessárias.
Faça isso já. Deixe os seus fantasmas em 2012, comece o próximo ano sem medo de ser feliz.
Vista a sua alma com um lindo sorriso. Carregue apenas o que cabe no seu bolso.
Renove os seus sonhos porque tem muita vida pela frente. E muito amor à sua espera.
Viva!