sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Comer bem na hora do recreio pode virar lei (e obrigação) nacional




A preocupação com o sobrepeso infantil, que já atinge 33% das crianças de cinco a nove anos no país, fez com que o Senado aprovasse esta semana um projeto para incentivar (e obrigar) a alimentação saudável nas escolas. A proposta proíbe a venda de bebidas pouco nutritivas e de alimentos com muito açúcar, sal e gordura nas cantinas de escolas de educação básica.
Algumas cidades brasileiras já possuem essa determinação, regulamentada através de leis municipais. A ideia é que a proibição passe a valer em todo o Brasil. O projeto ainda precisa ser aprovado pelos deputados. Se virar lei federal, a escola que desobedecer não poderá renovar seu alvará de funcionamento.
Uma pesquisa realizada por cientistas norte-americanos revelou que crianças acima do peso têm até três vezes mais chances de desenvolver pressão alta em comparação àquelas que estão com o peso ideal. Já outro estudo, também de pesquisadores dos Estados Unidos, avaliou o quanto é fundamental o papel dos pais na aquisição de bons hábitos alimentares de seus filhos.
Só para ter uma ideia de como isso é realmente importante, ontem, numa reportagem de TV que eu assisti sobre assunto, um garoto disse com todas as letras: “Na escola, eu como melhor! Já em casa, como muita bobagem!”. Na escola desse aluno, em Brasília, a cantina já trabalha com alimentos saudáveis e bebidas naturais... Agora imagina a mãe desse garoto, de nove anos de idade, ver o filho - em rede nacional de televisão - atestar que, em casa, seus hábitos alimentares são ruins!
De acordo com os nutricionistas, a alimentação balanceada auxilia na prevenção de diversos males, como colesterol e triglicérides, além (claro) de ajudar a manter a forma, garantir a longevidade e nos fornecer mais disposição. E para ser considerada balanceada, deve conter alimentos de diversos tipos como: carne, verduras, legumes, arroz, macarrão, feijão, frutas, leite e derivados - e até mesmo gordura e açúcar, para atender às nossas necessidades nutricionais.

(alimentação balanceada - Restaurante Atobá)

Nunca é tarde para aprender a comer bem, mas o quanto antes, melhor.
Seu filho pode até te agradecer em rede nacional!