segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Canyon West – A terra dos índios Hualapai

AMÉRICA DO NORTE

EUA - Arizona
Reserva dos índios Hualapai - Grand Canyon West


Enquanto nos afastamos das luzes de Las Vegas, o cenário muda completamente.
A estrada que nos leva para nosso destino, o Grand Canyon West, no Arizona, a reserva dos índios Hualapai, conhecidos como o "Povo dos Pinheiros Alto" é longa e quase deserta.


 
Ao olhar pela janela, o que vemos são apenas cactos e montanhas rochosas com pouca vegetação. Estamos no deserto.
A sensação de que estamos no meio do nada só diminui quando vemos as placas de sinalização e as caixas dos correios à beira da estrada.  


Após cerca de 2h00 de viagem, chegamos ao Centro de Informações, onde deixamos o carro, pagamos U$ 75,94/ pessoa mais taxa (U$ 29.95/ Skywalk e U$ 40,96/ Hualapai Legacy). 
Dali por diante, continuamos o passeio de ônibus. O Grand Canyon West fica dentro de uma reserva indígena e, portanto, o passeio é explorado pelos índios Hualapai.



Eagle Point
 
Ainda no ônibus, o motorista nos faz um sinal para mostrar o Eagle Point, uma formação no meio das rochas que se assemelha a uma águia de asas abertas. 
 





 
Descemos do ônibus e nos juntamos aos turistas do mundo todo para registrar a imagem. As pessoas evitam falar alto, o lugar inspira respeito. Eu olho a imensidão, a águia, e sinto vontade de rezar, agradecer por estar ali. É uma beleza comovente.  



Ao lado do Eagle Point, está a Skywalk, uma passarela de vidro, por onde caminhamos a 4 mil pés acima do rio Colorado.

 
Antes de acessar a Skywalk é preciso guardar os pertences em um armário, o que inclui a máquina fotográfica.  É preciso também usar um protetor no sapato para não arranhar o vidro.
 

 
Andar pela Skywalk dá um frio na barriga por causa da altura. O cenário também é muito bonito e muda como se seguissem uma ordem dada pelos raios de sol. Na abertura do canyon estende-se o Rio Colorado.  


A terra é vermelha. Algumas pessoas se arriscam a subir nos cumes mais altos, mas a gente só observa. Um lugar rústico e selvagem.
 

Antigamente a pátria dos Hualapai se estendia do Grand Canyon para o sul até o rio Santa Maria e das Montanhas Negras leste para os pinhais dos picos de San Francisco.
Hoje, a Reserva Hualapai American Indian, criada em 1883, possui cerca de 1.000.000 hectares, que inclui 108 milhas do Rio Colorado e Grand Canyon.
 

A tribo possui aproximadamente 2.100 membros e quase metade vive em Peach Springs, a capital da Nação Hualapai, na histórica Rota 66. Os Hualapai decidiram abrir as suas terras por causa dos anos de dificuldades sociais e econômicas e com o objetivo de garantir um futuro independente para as próximas gerações.
O sol já tinha ido embora quando chegamos a Kingman, uma cidadezinha no coração da histórica Rota 66. O preço dos hotéis no Arizona, nas cidades próximas aos canyons, não é barato. Nós ficamos no Holliday In e fomos jantar no Dambar Steakhouse, um restaurante decorado como um velho saloon, um bar típico do velho oeste americano, com serragem no chão e música country. Eu pedi uma cerveja gelada e uma costela com molho barbecue e estava uma delícia. Agora dormir!