quarta-feira, 17 de junho de 2015

ENTREVISTA | Banda DNA une gerações do Rock na Praia



A Banda DNA Of Rock existe há dois anos, criada por dois jovens, Ivan e Pedro, que na época tinham idades entre 11 e 13 anos. O que era para ser apenas um encontro de dois amigos se transformou em algo maior quando decidiram convidar Monolo, pai do Ivan, para ser o vocalista da banda.Isso mesmo que você leu.

Ao contrário do que estamos acostumados a ver, de filhos seguirem os caminhos dos pais, aqui ocorreu o contrário.Neste caso, foi o filho roqueiro que convidou o pai para participar da banda. Claro, que para isso acontecer é porque os dois já tinham bastante afinidade musical.


Mesmo assim, é interessante constatar mais uma vez o poder da música para unir as pessoas das mais diferentes idades e costumes.

ENTREVISTA | ASSISTA O VÍDEO DA ENTREVISTA COM A BANDA



Na época da sua formação, além de Ivan e Manolo outra dupla de pai e filho participava da banda, por isso, a ideia de colocar um nome que fizesse uma referência a essa ligação familiar.


O primeiro nome da banda foi Herdeiros do Rock, mas depois de muito refletir os integrantes chegaram ao nome DNA of Rock.

VEJA O VÍDEO DA ENTREVISTA

Edição: Celso Moraes


Durante esse tempo, a banda cresceu. A atual formação da banda é: Moisés Muniz (guitarra e backing vocal), Ivan Kevin Quintana (guitarra e baixo), Daniel Nascimento (bateria), Pedro Martins (guitarra) e M.R. Biddino, Manolo (vocal).

Eu fui conversar com a banda em uma tarde quente de outono para saber um pouco sobre os planos dela para o futuro, inclusive sobre o novo EP, com seis músicas autorais, que está em fase de gravação.

Eu estou curiosa para conhecer o novo trabalho porque tenho acompanhado os clipes da banda pelo YouTube e percebo uma evolução.

As letras das músicas, segundo me contou o Manolo, são inspiradas em fatos reais, eu destaco três: “Viver em Paz”, “Minha Musa” e “Sorrisos e Lágrimas”.

A primeira versão da música “Viver em Paz”, letra de Ivan e Manolo, foi lançada em um ritmo mais lento, mas hoje já ganhou outra versão mais pesada. Ela foi inspirada em uma relação cheia de conflitos entre mãe e filho.


“Tudo o que eu queria era um lugar onde eu pudesse ficar tranquilo, onde eu pudesse arrancar tudo o que não me faz bem só quero ficar em paz. A lua do céu é o que me faz feliz, a chuva que cai é o que me traz paz...”.

A letra “Minha Musa” foi escrita por Manolo para um amigo que atravessava uma fase de solteirice e tem um ritmo mais pop, suingado, que é gostoso para dançar juntinho.

“É com você que eu quero estar todos os dias quando o sol chegar...”

Já “Sorrisos e Lágrimas”, que fará parte do novo EP, apesar da letra romântica, o ritmo é quebradeira.  Rock and Roll.

“Sorrisos e Lágrimas a vida passa lentamente, o seu sorriso eu sigo em frente...”.

Se você ainda não conhece DNA of Rock, assista aos clipes da banda no YouTube (Sorrisos e Lágrimas).

Você ainda vai ouvir falar muito dessa galera.