terça-feira, 17 de maio de 2016

Tiê e outros pássaros no jardim


Por Isabel Galvanese

Ganho o dia vendo um tiê sangue!
Por mais atarefada, cansada, distraída que eu esteja , ao ver um tiê, tudo muda! Nesse instante fico paralisada olhando até ele decidir sair por aí. Impossível se movimentar antes dele voar.
Se você ainda não viu um tiê , dê um jeito de ver, é uma experiência incrível e que nunca cansa. O tiê sangue é uma das aves símbolo da Mata Atlântica e posso ousar dizer uma das mais espetaculares aves do mundo.
Também é conhecido como sangue-de-boi por causa da plumagem vermelha. O macho é super vermelho e a fêmea, menos vistosa, tem a cor parda nas partes superiores e marrom-avermelhada nas inferiores.



Uma das coisas mais legais de morar aqui em São Sebastião é poder ver os pássaros da Mata Atlântica. Além do tiê, também é comum ver a saíra, a saíra 7 cores e a de lenço, o sanhaço com seu azul desbotado, o sabiá, o sabiá laranjeira, a mariquita, a curruíra e muito tipos de beija flor. Também, de vez em quando, só que um pouco mais difícil, a gente vê o tucano, alma de gato, urutau, saracura e tangará.
Antes de vir morar aqui confesso que conhecia muito pouco, era mesmo uma cultura de pardal e bem-te-vi. Nem levava em conta os pássaros nos jardins em São Paulo, plantava plantas somente por sua beleza e praticidade.
Um jardim com pássaros são também musicais. Dá para ouvir a conversa do bem-te-vi, o namoro da curruira, o gritinhos da Saracura e o escândalo dos papagaios, que de um tempo pra cá tem aumentado muito! Sem querer tirar a importância dos outros cantos, para mim nada se compara ao canto do sabiá. Acho até que a vida não seria a mesma sem esse som por perto!
Em casa agora penso muito em plantar plantas que sirvam de alimento para os pássaros e assim poder vê-los livres por aqui.
Para beija flores, planto as russélias, grevíleas e chapéu chinês, para os tucanos os palmitos, para os sanhaços e as saíras o bom é mamão, banana, pitanga e acerola. Já o tiê, além das frutas, também adora o fruto da embaúba .
Plantar plantas que são da mata atlântica aumenta a chance dos pássaros aparecerem. Podemos fazer um jardim que, de certa forma, é uma extensão da mata e os pássaros vão frequentar naturalmente.


 Se não temos espaços para um jardim, dá para improvisar. Aqui em casa tinha uma pequena janela ao lado da mesa da sala. Coloquei um pratinho na vista dessa janela com bananas e outras frutas para os passarinhos. É uma delícia, ficar olhando! De manhã já estão rondando o comedouro esperando as frutas chegarem. No inverno, quando eles aparecem mais, chegam a comer 6 bananas num dia, e se tivesse mais eles comeriam!
Só que esse pratinho acabou gerando um problema familiar, só dava para ver os pássaros do meu lugar na mesa. E o resto da família- com razão- reclamava!
A solução foi fazer uma obra, quebrar a parede e colocar um janelão, só para que todos pudessem ver. Ficou muito bonito, a sala ficou clara e agora, se não faltam bananas, é um encantamento durante todas as refeições.
Muitas vezes quando percebemos estamos conversando sobre pássaros durante o café da manhã. Esse é novinho, a mãe está alimentando- Essa é a femea do tiiê, onde está o macho?- Chegou o mandão do bem-te-vi, não deixa bananas pra ninguém!
Não é um bom jeito de começar o dia?
 


 E assim, de uns tempos pra cá, viramos todos bird watchers caseiros!