domingo, 7 de maio de 2017

A mandioca é ouro!

Por Isabel Galvanese


Mandiocas são mais gostosas se colhidas nos meses sem "r" - maio, junho, julho e agosto. Não sei o porquê, mas é fato.
Seguimos essa regra quase como uma religião. Esperamos ansiosos pelo mês de maio quando começa uma farra gastronômica: mandioca assada, bobó de camarão, escondidinho, gnhochi, e, claro, as politicamente incorretas mandiocas fritas!

Ganhamos nossas primeiras mudas de uns amigos da minha sogra como se fossem joias muito valiosas.

- Trouxemos um presente para vocês! Essa mandioca amarela é ouro! É famosa na nossa região por ser a mais macia e deliciosa. Se vocês forem replantando vão ter sempre!

Disseram eles esticando nas mãos um saquinho de supermercado sujo de terra com as ramas já brotando.
Começamos então um ciclo de plantar, colher, distribuir, comer e replantar e isso já faz bastante tempo.
Mandioca é uma planta nativa brasileira também conhecida por aipim, macaxeira, mandioca-doce, mandioca-mansa, maniva e pão-de-pobre. Já era cultivada pelos índios quando os portugueses chegaram. Dizem que São Paulo foi fundada aqui porque em suas terras tinha uma boa roça de mandioca.
É muito fácil de plantar. Só colocar ramas deitadas na terra em um lugar ensolarado. Colheita certa!
Os amigos da mandioca voltaram para nos visitar um tempo depois. Estavam visivelmente preocupados. Tinham descuidado da sua plantação e por pouco não perderam tudo. Antes de nos dizerem olá, a primeira coisa que quiseram ver era como as nossas mandiocas estavam indo. Foi um alívio saber que por aqui ainda tínhamos a nossa "roça" plantada.
Antes de irem embora retribuímos com o mesmo saquinho sujo de terra com ramas de mandioca e um sorriso orgulhoso de quem faz uma boa ação.
Naquele dia fiquei com medo de perder nossa mandioca por algum acaso e, numa atitude egoísta, dei ramas para meus amigos e jardineiros que mais gostam de plantar em casa.
Sempre que eu encontro com eles, começo com um: Olá tudo bem? Senti saudades de vocês.

E, então solto a pergunta:

- A propósito, como vai a sua mandioca?


Fazemos aqui em casa um doce de mandioca que parece - sem brincadeira! - um marrom glacê! Parece estranho, mas juro que é delicioso.

Veja a receita:

Cozinhar em água um quilo de mandioca sem deixar muito mole, colocar as mandiocas numa calda de açúcar com 1 litro de água e 250g de açúcar cristal orgânico, um pau de canela e cinco cravinhos. Deixar cozinhando na calda até amolecer a mandioca. Servir geladinho.